Comissão de vereadores visita estádio municipal com obras paralisadas

Pelo projeto original, o estádio tem capacidade para 20 mil torcedores

Um grupo de vereadores realizou uma visita na manhã desta quarta-feira, 9 de maio, ao Estádio Municipal, que está com obras paralisadas há mais de sete anos. Ele fica localizado no Km 9 da Rodovia Transamazônica, sentido Itupiranga e começou a ser construído no governo de Maurino Magalhães, em 2011, com verba do governo federal por meio da Caixa Econômica.

A visita foi acompanhada pelo engenheiro civil Francisco Freire, da empresa Escoar, contratada pela prefeitura para realizar a reprogramação das obras do estádio. Freire explicou aos vereadores que o projeto de 2010 precisou ser redimensionado agora, a pedido do prefeito Tião Miranda. Há saldo no convênio com a Caixa, que será suficiente para dar funcionalidade ao estádio.
O engenheiro observou que, além de colocar o campo em condições de receber jogos de futebol, a intenção é dar acabamento nas estruturas de banheiros, alojamentos, lanchonete, sala de fisioterapia e sala de aquecimento.
O trabalho de reprogramação foi realizado, entregue há um mês para a Caixa Econômica e está sendo analisado. Após aprovação do banco, a Prefeitura de Marabá vai poder licitar a obra mais uma vez para retomada dos trabalhos.
Pelo projeto original, o estádio tem capacidade para 20 mil torcedores, mas em função da verba existente, a Prefeitura planeja torna-lo funcional com capacidade para 2.000 pessoas. Todavia, os vereadores pretendem fazer uma mobilização para que nesta primeira etapa seja garantida a capacidade de 5.000 torcedores sentados. “A Federação Paraense só permite jogos de Remo e Paysandu em estádios com capacidade mínima para 5.000 pessoas e precisamos garantir essa estrutura mínima”, pondera o presidente Pedro Correa.
Os vereadores interviram e solicitaram à empresa Escoar um projeto para ampliar a capacidade, ficando definido que o custo para aumentar para mais 3.000 pessoas sentadas é de R$ 1,5 milhão. 
Logo após a visita ao estádio, os vereadores foram à Caixa Econômica, onde mantiveram reunião com representantes do banco estatal, onde foi exposto que até o dia 11 do próximo mês o projeto deve ser entregue ao banco para reprogramação e liberação do recurso, para que possa ser realizada licitação da obra. 
Os vereadores presentes à reunião foram Pedro Corrêa, Nonato Dourado, Mariozan Quintão, Ilker Moraes, Gilson Dias, Ray Athie, Badeco do Gérson, Alecio Stringari.