Técnico do Senado realiza oficina de Cerimonial na Câmara de Marabá

Evento da Escola do Legislativo reúne representantes de seis municípios, além da Assembleia Legislativa

No período de 2 a 4 deste mês, a Escola do Legislativo de Marabá (Elmar) realizou uma oficina de Comportamento e Imagem Pública - Cerimonial no Ambiente Legislativo. O evento contou com a participação de servidores de câmara e prefeituras de seis municípios da região sudeste do Pará e foi ministrada pelo coordenador de Planejamento e Relações Institucionais do Instituto Legislativo Brasileiro (ILB) e do Interlegis, Francisco Etelvino Biondo.

Nos três dias de oficina, o instrutor apresentou o histórico e definições do cerimonial, da etiqueta e do protocolo. Também apresentou a visão moderna do cerimonial, a sua tendência atual e a importância dele nas organizações. Ele também destacou como a mídia influencia e cria impacto no cerimonial e sobre apresentação pessoal; conduta e atitudes e como bem atender o público. Por fim, também apresentou e explicou sobre a legislação referente ao cerimonial público e ordem geral de precedência no Brasil e no Legislativo.

Na avaliação de Biondo, a oficina ajudou a instrumentalizar melhor os participantes, rever conceitos, esclarecer dúvidas sobre pontos complexos e aprofundar temas, principalmente discutir a questão do cerimonial relacionada à precedência, que envolve a realização de todos os eventos. Além disso, apontou que outro propósito foi mostrar o cerimonial como o grande instrumento da área de comunicação para a consolidação da imagem pública da instituição.

O presidente da Câmara, Pedro Corrêa Lima, observou que a Escola do Legislativo de Marabá trouxe este evento para ampliar o conhecimento dos servidores que trabalham com Cerimonial e que convivem em ambiente público, visto que é necessária a atualização dos conhecimentos ligados ao comportamento e imagem pública com a perspectiva de melhorar a tríade pública, a apresentação pessoal, a conduta e a atitude e para minimizar eventos adversos.

Na avaliação de Gabriela Silva, diretora da Elmar, a oficina foi uma experiência enriquecedora, com relatos positivos dos participantes, que enalteceram não só o conteúdo, mas também a forma didática com que o instrutor desenvolveu a temática nos três dias de atividades. “Ficamos motivados com a participação de representantes não apenas das câmaras municipais, mas também da Prefeitura e até mesmo da Assembleia Legislativa do Pará”, celebra Gabriela.

Aline Gomes, controladora interna da Câmara Municipal de Brejo Grande do Araguaia, disse que passar três dias em Marabá participando da oficina do Interlegis foi uma experiência ímpar e que o conteúdo vai ajudá-la no ambiente de trabalho, onde ela recebe bastantes pessoas da comunidade local. “Os temas que vimos aqui podem ser aplicados em câmaras de pequeno, médio e grande porte”, avaliou.

Participaram representantes das Câmaras e Prefeituras de Breu Branco, Bom Jesus do Tocantins, Curionópolis, São Geraldo do Araguaia, Nova Ipixuna, além do IFPA (Instituto Federal do Pará) e da Assembleia Legislativa do Pará. Todos receberam certificado ao final do evento.