Vale atende pedido da Câmara e doa 19.200 testes rápidos para Marabá

Atendendo a um pedido da Câmara Municipal de Marabá, a mineradora Vale entregou, na manhã desta quinta-feira, dia 14, um terceiro lote de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) e ainda 19.200 testes rápidos para detectar pacientes que estejam com coronavírus. A entrega aconteceu na Secretaria Municipal de Saúde e foi acompanhada pelos vereadores Pedro Corrêa (presidente), Cabo Rodrigo e Marcelo Alves, além do secretário municipal de Saúde, Luciano Lopes Dias e do gerente de operações ferroviárias da Vale, Francisco Vicente, que formalizou o repasse em nome da mineradora.
A SMS recebeu, também, 100 mil luvas, 10 mil aventais e 4 mil máscaras N-95, todos doados pela mineradora Vale, além da Correias Mercúrio, Sinobras e Associação Comercial e Industrial de Marabá, que forneceram cilindros de oxigênio para a Secretaria de Saúde usar durante a pandemia.
O presidente Pedro Corrêa disse, na ocasião, que todos estão vivendo momentos difíceis no município com o crescimento do número de casos de pessoas infectadas com covid-19 e reconhece que nenhum governo – quer seja da esfera federal, estadual e municipal – estava preparado para uma pandemia nessas proporções. “É hora de todos somarem esforços e o Poder Legislativo se juntou ao Executivo para reivindicar junto à Vale apoio para aquisição de EPI’s. Hoje, estamos vendo a entrega se concretizar. Os testes rápidos vão ajudar a diminuir os caos de subnotificação, que são muitos por falta de testagem da população”, disse ele.
O vereador Cabo Rodrigo também elogiou a Vale por dar suporte ao município de Marabá nesta hora de necessidade. “Não viemos aqui fazer teatro ou caravana com escolta de segurança, mas acompanhando um momento de vitória, enquanto há muitos municípios desesperados porque não têm esse suporte que estamos recebendo. Agradecemos a Deus e aos parceiros que estão dando sua parcela de contribuição”.
Por sua vez, o vereador Marcelo Alves disse que a Câmara está ajudando a cobrar e fiscalizar a aplicação de recursos públicos, mas também contribui com reivindicações às empresas privadas. Para ele, a doação da Vale chega em boa hora, porque se o município fosse comprar os testes rápidos e EPI’s, gastaria cerca de R$ 2 milhões.
Francisco Vicente lembrou que esta é a terceira etapa de doação de EPIs e testes rápidos e garantiu que a Vale continua com os canais abertos para ouvir os governos e ajudar na melhor forma de combater o coronavírus. “Foram três etapas de doação, sendo que na atual os recursos somam-se quase R$ 2 milhões em EPI’s e itens de testagem rápida”, revela Francisco.
O secretário municipal de saúde, Luciano Lopes Dias, agradece as doações por serem de grande valia para as equipes de saúde de Marabá, principalmente em relação aos testes rápidos, que ajudarão a diagnosticar os pacientes suspeitos de estarem com covid-19 mais rapidamente.
Segundo o secretário Luciano Dias, os testes rápidos serão utilizados por meio de protocolo elaborado pela Vigilância Sanitária do Município, e possivelmente encaminhados para as Unidades Básicas de Saúde e Hospital Municipal de Marabá a partir da próxima semana.
SAIBA MAIS
O teste rápido é uma das ferramentas mais importantes para desenhar o cenário de uma epidemia na população. No caso da pandemia do novo coronavírus, não é diferente: a própria OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda que todos sejam testados, principalmente para encontrar e isolar os pacientes assintomáticos, importantes vetores na disseminação do vírus.