Vereadoras participam de ato que repudia a violência contra a mulher

Homicídios e aumento da violência contra as mulheres têm assustado a população

Devido ao grande número de homicídios e do aumento da violência contra as mulheres em Marabá, as vereadoras Irismar Melo, Cristina Mutran e Priscila Veloso, além das esposas de alguns vereadores, participaram, na manhã desta quinta-feira, 5 de outubro, da “Caminhada das Mulheres em defesa dos direitos e contra à violência das mulheres”.
Irismar Melo usou a palavra no ato e disse que o evento contou com um número significativo de mulheres apoiando a iniciativa do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher. “Nós precisamos dar um basta na violência, pela Eliane, pela Francisca, pela Dara, pelas Margaridas, pelas Marias da Penha, por todas as mulheres desse Brasil, do nosso Estado e de Marabá. Queremos paz, queremos amor e queremos respeito”, vociferou a vereadora.
A vereadora Priscila Veloso disse que os vereadores estão juntos, de mãos dadas, representando as mulheres da cidade de Marabá. “Nós estamos aqui pra dizer aos homens, pra dizer para sociedade de Marabá: basta de violência. Para dizer também as autoridades: justiça”.
Priscila enfatizou ainda que a caminhada é pela justiça às mulheres que foram mortas e violentadas na cidade.
A vereadora Cristina Mutran destacou que o ato é em solidariedade a todas as mulheres que ultimamente vêm sofrendo violência. “2017 é o ano que nós estamos mais evidenciando o feminicídio, que é a última etapa da violência contra a mulher, que é justamente a morte. Os assassinatos ocorrem única e exclusivamente devido à condição da vítima ser mulher. E o que está ocorrendo é a impunidade, as leis existem e elas precisam ser cumpridas, nós precisamos de justiça”, pediu Cristina.
Ela ainda lembrou que é preciso solidariedade a todas as famílias das mulheres que foram assassinadas. “Deixamos nossa solidariedade a todas as mulheres que no dia-a-dia sofrem vários tipos de violência: sexual, moral e física. Nós, do Poder Legislativo, estamos aqui em apoio a todas nós mulheres do município de Marabá”, disse.